Saiba mais sobre o uso de cookies

ATENÇÃO ! Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

É uma pessoa altamente sensível? Teste e perceba se poderia ultrapassar melhor a depressão.

É uma pessoa altamente sensível? Teste e perceba se poderia ultrapassar melhor a depressão.
20:04:24 23-07-2015 Sentido de Si Blogue

Descrição

É uma pessoa altamente sensível? Emociona-se ou chora facilmente? Faça o TESTE aqui*?

Notícia de 18/05/2015 de ELIZABETH BERNSTEIN, do The Wall Street Journal.

Vulgarmente denominada de «Sensory Processing Sensitivity», a elevada sensibilidade não é uma doença ou uma condição patológica, mas sim, um traço de personalidade inato. Foi identificado pela primeira vez na década de 1990 por Elaine e Arthur Aron, psicólogos de investigação que desenvolveram uma escala de 27 itens para avaliar esse traço (faça o teste para descobrir se você é altamente sensível). 

As pessoas que são altamente sensíveis têm uma profundidade mais profunda do processamento cognitivo, são facilmente «pressionados», têm um maior número de respostas emocionais.

A comunidade científica pesquisadores acredita que há uma causa genética para a alta sensibilidade. Apesar de ainda não terem identificado todos os genes envolvidos as descobertas científicas sugerem que o gene transportador de serotonina, que está envolvido na reciclagem de serotonina, um neurotransmissor no cérebro com impacto emocional e na sensação de bem-estar, tem um importante papel. A pesquisa também sugere que os factores psicológicos, tais como o seu temperamento e/ou personalidade, também têm efeito no seu «nível» de sensibilidade, assim como a sua fisiologia, especialmente a forma fisiológica como o seu organismo reage ao stress. 

SER ALTAMENTE SENSÍVEL  e a DEPRESSÃO

As pessoas altamente sensíveis podem aprender a lidar melhor com os seus sentimentos e reações, às vezes até melhor do que outros.

Um estudo publicado (on-line) de março de 2015, pela revista "Personality and Individual Differences", analisou a forma como 166 meninas, com idades entre 11 e 12, responderam a um programa escolar sobre a saúde mental, na Inglaterra. Este estudo revelou que as meninas «altamente sensíveis» beneficiaram mais de um programa de «redefinição» de pensamentos depressivos do que as meninas com um valor médio de sensibilidade. 

Apenas nas meninas «altamente sensíveis» os sintomas de depressão diminuiram ao longo dos 12 meses seguintes. O principal investigador do estudo Michael Pluess, professor sênior da Universidade Queen Mary de Londres, referiu que: "As meninas mais sensíveis eram provavelmente mais propensas a internalizar o que aprenderam e aplicá-lo".

No entanto, ser altamente sensivel também tem desvantagens como, por exemplo, esconder que está magoado(a) durante uma discussão na qual se tem de defender. Assim como, ninguém gosta de «bebés chorões»!

 

SENTIDO DE SI? Aprender a viver connosco e tirar partido dos nossos traços de personalidade.

 


Tags:

Partilhar


Comentários

Assine a Newsletter e junte-se a nós!

Ajude-nos a encaixar as peças!

Divulgue connosco

Divulgue aqui

Rede de Parceiros

  • InvoiceXpress
    ACEGIS
  • Freguesia de Mafamude e Vilar do Paraíso
    GoUpBuzZ.com
  • Mafalda Palolo
    Banco de Inovação Social